domingo, 28 de fevereiro de 2010

HISTORINHAS PARA DORMIR

Esta é uma das historinhas que inventei aqui em casa, não sei se é boa de verdade ou se as crianças que são ótimas, mas é fantástico ver cada olhinho atento esperando o desenrolar dos fatos, melhor ainda é ouvir os pedidos de “conta de novo”, então quando minha bebezinha de cinco anos pediu que eu escrevesse, querendo levar para a escola, a fim de que a professora lesse para os coleguinhas, resolvi fazer este post, que serve também para reativar este blog abandonado. Não posso desperdiçar uma fã tão importante que tenta me divulgar, além de aprimorar minha criatividade, tenho a chance de aprender a contar histórias para estes pequenos botões que devem aflorar embelezando o mundo.
Salve a infância
Namastê

Historinhas para dormir
Tio Dodô é um adolescente legal, que a noite conta historinhas para seus dois pequeninos sobrinhos, Bibi e Cadu.
Bibi é uma linda menininha que sempre usa trancinhas e adora suas bonecas, Cadu é um menino um pouquinho maior que Bibi, ele gosta de usar um chapéu de marinheiro e brinca muito com soldadinhos de barro que ele mesmo aprendeu a fazer.
Quase todas as noites, Tio Dodô conta histórias antes de Bibi e Cadu irem dormir, muitas das vezes são historinhas boas que fazem as crianças sonharem, porém noutras noites, ele conta umas histórias feias, com coisas de horror.
Quando a historinha é feia, Cadu e Bibi sempre ficam assustados e pedem para deixar a luz do quarto acesa, Tio Dodô rir-se muito, mas atende as crianças.
Enquanto Dodô conta as suas histórias, Vó Vani, esta sempre por perto e alerta seu filho para que não exagere, pois não deve assustar as crianças, e explica que elas gostam de fábulas e historinhas de príncipes e princesas em seus castelos.
Dodô nem sempre atende a sua mãe e insiste em contar histórias de Bicho-Papão, Mula sem cabeça e fantasmas. Embora já soubesse que as crianças ficavam sempre muito assustadas.
Então numa noite, a historinha tinha sido muito feia, todos foram dormir assustados, as luzes da casa foram apagadas, as crianças pediram para deixar acesa a luz do quarto e a do corredor também.
Dodô, achando que não haveria problemas, assim que as crianças dormiram, resolveu apagar todas as luzes da casa. A noite ia crescendo e no comecinho da madrugada, em meio ao total silêncio, ouviram-se os gritos e o choro das crianças. Cadu e Bibi acordaram apavorados, dizendo que havia um monstro no quarto.
D. Vani levantou-se sonolenta e assustada e foi correndo ajudar as crianças, depois entrou no quarto de Dodô, este nem se moveu em sua cama, então Vó Vani tentou acordá-lo, sem nenhum sucesso, seu filho nem ligou para ela, mesmo após ter sido chamado pelo nome, empurrado e cutucado nas costelas... Continuou a dormir seu sono profundo.
A vovó não pensou duas vezes, saiu do quarto, pegou uma vassoura e veio até a cama de Dodô, chamou seu nome e nada, então ela gritou forte para que ele acordasse e se levantasse, disse que ele não deveria ter assustado as crianças, que estavam acordadas e apavoradas.
Vovó deu muitas broncas em Dodô e explicou que era responsabilidade dele cuidar das crianças até que elas se tranquilizassem e voltassem a dormir, depois falou que iria para a cama, pois estava muito cansada.
Quando Dodô resmungou qualquer coisa ela disse que se ele não cuidasse das crianças até que elas dormissem, daria com o cabo da vassoura três vezes na cabeça dele, para que ele passasse a noite ouvindo os galos a cantar.
Assim, Dodô passou a madrugada contando novas historinhas bonitinhas para seus dois sobrinhos, estes só conseguiram dormir depois de muitos príncipes, princesas e bichinhos encantados.
Após aquela noite, Dodô nunca tem certeza se está ouvindo os galos a cantar pelo terreiro, ou se é a sua cabeça que dói, só de pensar nas vassouradas que poderia ter levado.
Historinhas de terror, nunca mais.

7 comentários:

  1. Olá Almirante,

    Parabéns pelo retorno e pela bela história que nos lembra a infância tão cheia de aventuras e que guardamos na memória com muito carinho.
    Abraço fraterno.

    ResponderExcluir
  2. Retornando em grande estilo, nos braços do povo (melhor ainda, o povo de casa). Amei a historinha, amei você ter atendido o pedido de Cecilia...crianças são sábias, tenha um bom retorno...me sinto menos órfão quando leio seus trabalhos e viajo no tempo...
    beijão, estavamos todos com saudade,

    ResponderExcluir
  3. Estou feliz por ter completando as MIL postagem no blogger UMA PAGINA PARA DOIS e vim agradecer por você fazer parte dele com o seu carinho.

    Abraços, te desejo uma linda semana

    ResponderExcluir
  4. Almirante:
    Na língua portugues as histórias infantis são pautadas por temas assustadores, ao contrário da tradição espanhola . Interessante né ? Abraço !

    ResponderExcluir
  5. Muito bom rsrsr, conta outra... conta outra!

    ResponderExcluir
  6. passando por aqui amigo, é prazeroso ler seus escritos querido amigo, abraçosssssssss

    ResponderExcluir
  7. Adorei a historinha. Vc tem uma criatividade cativante!
    parabéns!

    ResponderExcluir

Obrigado por estar interagindo neste trabalho.
Sua participação é muito importante.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...